Os cabelos são de extrema importância na beleza da mulher. Eles influenciam diretamente na autoestima e, quando bem cuidados, revitalizam a aparência.

Neste post, explicaremos a diferença entre cada tipo de cabelo e daremos algumas dicas para você identificar suas madeixas e cuidar delas, a fim de que fiquem sempre hidratadas e bonitas.

Utilizando a tabela de tipos de cabelo

Esse método, além de simples, é bem interessante e serve para identificar o seu tipo de cabelo. Ele leva em consideração a espessura e a ondulação do fio. A partir da análise, consegue-se definir se o cabelo é liso, ondulado, cacheado ou crespo e, consequentemente, se é normal, oleoso, misto ou seco.

Ao descobrir o tipo de cabelo, fica fácil achar o tratamento adequado para ele. Vale lembrar que o cabelo tem de estar natural para a avaliação, e isso conta também para os fios quimicamente tratados.

Agora que você já sabe qual é o seu tipo de cabelo, veja abaixo o tratamento indicado para cada um:

Cabelos normais

Os cabelos normais são sedosos e brilham naturalmente. Além disso, são fáceis de pentear e não precisam ser lavados todos os dias, pois o couro cabeludo se mantém limpo por mais tempo.

Esse tipo de cabelo é o mais fácil de ser cuidado, porque basta somente lavar a cabeça com o shampoo adequado e proteger os fios de fatores externos, como: sol, piscina e mar.

Quanto à hidratação, esta pode ser feita a cada 15 dias para manter o brilho e a vitalidade.

Cabelos oleosos

Os cabelos oleosos requerem mais atenção e cuidado, pois o couro cabeludo que os abriga produz mais glândulas sebáceas que o normal. Por isso, eles ficam com uma aparência de pouco volume, pesados e com brilho excessivo.

Recomenda-se que sejam lavados diariamente e com o shampoo apropriado. A hidratação deve ser realizada uma vez por mês.

Existem alguns fatores internos que podem estar relacionados à oleosidade capilar, como: má alimentação e hereditariedade.

Cabelos mistos

Os cabelos mistos são muito comuns hoje em dia, devido ao uso de tratamentos químicos, secadores e chapinhas. Todos esses fatores contribuem para que o couro cabeludo fique mais oleoso, ao passo que as pontas se tornem mais secas.

Para tratá-los, procure produtos específicos para cabelos mistos. Caso não os encontre, utilize shampoo para cabelos oleosos e o concentre somente na raiz. Em seguida, use um shampoo mais hidratante e condicionador somente nas pontas.

Se estas estiverem muito ressecadas, o ideal é aplicar uma máscara capilar, pelo menos uma vez por semana.

Uma boa alternativa para cabelos oleosos e mistos é o shampoo a seco ― ele limpa os fios sem precisar molhar, dando a sensação de limpeza e suavidade.

Cabelos secos

Nessa categoria, estão os cabelos secos ou ressecados da raiz às pontas. Isso ocorre porque as glândulas sebáceas são insuficientes para hidratar o cabelo, o que resulta em pontas quebradiças e difíceis de pentear.

Não se recomenda lavá-los todos os dias, e a hidratação tem de ser realizada pelo menos uma vez por semana.

Aliás, o uso de máscaras capilares para hidratar e dar força aos fios é essencial, pois esse tipo de cabelo costuma ser muito sensível.

Cuidar dos cabelos pode parecer uma tarefa que exige muito tempo e dedicação, mas, na verdade, quando o tipo de cabelo é identificado e os procedimentos corretos são utilizados, fica mais fácil mantê-los bonitos e saudáveis.

Gostou das nossas dicas de hoje? Então, assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo em primeira mão!